B2B nas mídias sociais: as plataformas

0
21
Não são mídias: são plataformas.

Temos dito que montar uma operação de produção de conteúdo nas mídias sociais para uma empresa B2B não tem a ver apenas com tecnologia, que é um dos pilares. O importante é ter um objetivo claro para onde se quer levar o negócio. A partir daí vem a definição de uma estratégia, a escolha das pessoas certas, acerto e revisão dos processos e aí sim haverá um uso intensivo da tecnologia, bem como a escolha das melhores ferramentas e plataformas.

Facebook, Instagram e Linkedin são as plataformas de mídias sociais mais utilizadas pelas grandes empresas de B2B porque apresentam um layout muito adequado para publicação de vídeos e fotos nas páginas de own media das empresas B2B.

O Twitter também é considerado principalmente para aquelas que estendem seus serviços de pós-venda e customer service para este canal, de modo a otimizar a experiência de ciclo de compra de produtos e serviços. Da mesma maneira, pode-se garimpar no leads, recrutar e
otimizar a experiência do ciclo de compra de produtos/serviços. É um ótimo local para estudar o que pensam os seus clientes e ouvir: fala-se muito sobre preços e o valor de uma compra potencial. Por isso é importante estudar e entender as preocupações de seu público comprador potencial e ver como atuam seus competidores diretos.

Mas nem tudo é mídia social. Como o nome diz, plataformas podem ser desde bases de apoio privilegiadas que permitem alcance e ganhos de escala. São ferramentas fundamentais de captura e obtenção de dados. Uma das plataformas mais eficientes de atração de compradores para as suas páginas de negócios é sem dúvida o SEO, conjunto de atividades e programação que ajudam a colocar o seu endereço web no topo da busca orgânica dos buscadores como o Google.

Outra plataforma interessante de relacionamento e busca de leads é o bom e imbatível email newsletter. Neste caso é fundamental levar informações que interessam principalmente para o público que irá receber a newsletter. O erro mais comum, e praticado à exaustão pelas empresas, é produzir newsletters com assuntos que interessam apenas à própria empresa. Ninguém quer ver a sua caixa postal entulhada com newsletter das empresas que querem promover lançamentos de produtos, máquinas e serviços. É chato, queima o filme de quem envia este material, não é eficiente e muitas vezes têm o efeito contrário ao desejado.

O Google Search, no modo PPC (pay-per-click), pode ser também uma boa maneira de atrair leads para o seu negócio, desde que haja uma boa disponibilidade de recursos e um bom planejamento.

Isso sem falar na importância de seu site e blog. O ideal é ter um site/blog, ou seja, um site que é atualizado pelo menos três vezes por semana, de modo a ter um look&feeel de site de notícias, com informações consistentes e aprofundadas sobre o universo em que a sua marca atua. Muitas vezes o site é a primeira porta de entrada de um lead que veio até você por causa da busca orgânica ou porque ouvir falar de você por terceiros (em mídias sociais, por exemplo), matérias na mídia, indicação de clientes ou ex-clientes e amigos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Insira seu nome